Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

''Encima do morro
Passou um rato
Pra dentro do mato
Fugiu o meu gato
Pegou o coelho
Do velho Malhumorado
Que coisa Glu! glu!
Gritou o rato
Sai pra lá
Falou o gato
Já que é assim
Chama logo o sashimim
Tome uma providência
Já perdi a paciência
Volta pro mato
Sugeriu o palhaço
  Antigamente o jovem era visto como o `futuro de amanha´,hoje não podemos mas dizer a mesma coisa.
  Os jovens brasileiros hoje estão cada vez mais distantes da cultura brasileira , se vulgarizando cada vez mais, se aproximando da internet o que os atrapalha muitas vezes em seus estudo, mesmo que seja uma ferramenta de suporte se bem utilizada,e cada vez mais dentro do mundo das drogas e bebidas alcoólica .Esses jovens já não se importam com o mundo e com eles mesmos tanto quanto os jovens de antigamente.Se os jovens brasileiros continuarem a se distanciarem das coisas de bom desse mundo ,pode não haver o `futuro de amanha`.
  Em questão o maior problema do jovem e a entrada precoce em um mundo de drogas e bebidas alcoólicas . Muitos deles já envolvidos nesse mundo começaram desde criança assim trazendo um vicio que se fortalece cada vez mais e sendo assim mais difícil de sair desse mundo de caos.
  Drogas e bebidas levam jovens a fazerem atos muitas vezes sem raciocínio,por exemplo ao assistirmos o jornal na televisão, a maior parte dos crimes e cometido por cidadãos menores de 18 anos,adolescentes e crianças que assaltam ,estupram ,roubam e matam muitas vezes por causa das drogas.
  O governos do estado de São Paulo deve tomar providencias pois a situação está piorando e piorando e se não pararmos com isso,o que será do nosso mundo amanha?

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

 O silêncio é o final do papo
 O sol tem fases como amor
 O ventilador é a helice do avião
 O incentivo é o começo da vitoria

 O jumento é o começo da inteligencia
 O lecionar é a tarefa do professor
 O chocolate é um desejo sem fim
 O chumbo é o braço de um guerreiro

 A tristeza é o começo da felicidade
 O avasalador é filho do dominador
 A presa é inimigo da tranquilidade
 O absorver é inimigo da perfuraçao